Conhecem A Olívia?

sexta-feira, setembro 22, 2017

Banda paulistana semeia o rock nacional em álbum “Jardineiros de Concreto” 

Foi na vastidão cinza e na pluralidade de São Paulo que os integrantes da banda A Olívia encontraram sua voz para compor o álbum “Jardineiros de Concreto”. Lançado em agosto desse ano, o primeiro disco da banda busca inspiração nas pessoas que, vindas de diversos lugares, se encontram pelas ruas da cidade paulistana.

São exatamente os personagens de uma vida agitada, bem como a de seus próprios integrantes, que fizeram com que A Olívia se fizesse real em meados de 2014. O nome da banda é devido a prima ainda bebê de Luis Vidal que nasceu no mesmo dia que o vocalista. “Ficou como uma homenagem a ela. Quase que uma promessa de como nós, A Olívia, podemos contribuir para o mundo quando a pequena Olívia, minha prima, crescer e começar a ter a sua própria visão sobre as coisas”, conta.

Os Jardineiros de Concreto tiveram influências dos trabalhos de Plebe RudeO concreto já rachou”, do movimento manguebeat e fundamentalmente do podcast do vocalista “Rádio Minhoca - Adubando o concreto” para o nome do álbum. A ideia é inspirar pessoas a plantar sementes em uma sociedade cinza com arte e boas iniciativas.


Cada um de cidades diferentes, os integrantes conseguiram se encontrar em algum ponto da vida para, juntos, semearem sua música por entre o concreto rachado da maior metrópole da América Latina.

Mateus Albino (guitarra e vocal), Luis Vidal (vocal e guitarra), Johnny Carvalho (baixo), Murilo Fedele (bateria) e Pedro Lauletta (teclado e percussão), querem contar a história de pessoas reais ao mesmo tempo que envolvem o público com arranjos originais que têm influência do rock nacional dos anos 80, como Paralamas do Sucesso, Titãs, entre outros.

Com onze faixas, o disco se aproxima das pessoas por fazer um retrato da vida urbana e buscar de uma maneira divertida e, por vezes, irônica, mostrar a realidade do cotidiano de indivíduos distintos. 

Esse é o caso da faixa “Festa de merda”, segundo single do disco que ganhou clipe em julho desse ano. A letra fala sobre um mundo de aparências, sobre estar rodeado por velhos amigos que não te conhecem. O vídeo, dirigido por Rapha Fucciolo, foi feito da forma mais verdadeira possível em uma festa que marcou a memória de todos os presentes. 



O álbum foi concluído no final do ano passado e teve produção de Rodrigo Lopes (ganhador de um Grammy Latino) e de Raphael Mancini (que também atua com trilhas para cinema e publicidade). As ilustrações do disco são de Lucas Tonon.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.