Harry Potter: história, cultura e relações de gênero no mundo mágico de J.K Rowlling


A Universidade de Campinas (Unicamp) oferecerá um curso sobre o mundo de Harry Potter voltado à meia e terceira idade. A oficina parte do UniversIDADE, projeto voltado às pessoas que tenham no mínimo 50 anos e que possam participar presencialmente das atividades. Os inúmeros cursos e palestras que compõem o programa são divididos em quatro áreas: “Arte e Cultura”, “Esporte e Lazer”, “Saúde Física e Mental” e “Sócio-cultural e geração de renda”. Alunos e pesquisadores ligados à Unicamp que tenham interesse em atuar como instrutores voluntários do projeto, podem oferecer oficinas e palestras semestralmente, desde que estas sejam aprovadas pela coordenação do UniversIDADE.

O curso Harry Potter: história, cultura e relações de gênero no mundo mágico de J.K Rowlling será ministrado por Victor, 25, bacharel e Licenciado em História, Mestrando em História Cultural, ambos pela Unicamp.
Victor conta que já ministrou outras oficinas em 2016, e os alunos que participaram sugeriram que ele ministrasse outro módulo, daí então surgiu a oficina Antiguidade Romana nos filmes e seriados estadunidensesDurante a oficina, foram feitos vários comentários sobre a série Harry Potter, e partir destes comentários, surgiu o interesse de vários alunos em saber mais sobre a série, então, veio a ideia da oficina que será ministrada por Victor de agosto até dezembro.


Alguns dos alunos que cursaram a oficina A Antiguidade Romana nos filmes e seriados televisivos  no UniversIDADE no semestre passado
"O curso será voltado, então, apenas para a meia e terceira idade. Ao longo das 16 aulas que compõem a oficina, pretendo analisar, junto aos alunos, os sete livros e oito filmes de Harry Potter e discutir temas que podem emergir a partir da leitura das obras, como: a história contemporânea da Europa, e sobretudo do Reino Unido; as diversas mitologias que são referenciadas no enredo; e as questões culturais, de gênero, de classe e étnico-raciais que permeiam as personagens da série."



O curso tem início no dia 15 de agosto e vai até o dia 15 de dezembro, contará com uma grade ampla, que apresenta não só o assunto geral da saga, mas os detalhes.
De acordo com Victor, as duas primeiras aulas serão de introdução ao tema para apresentar os escritos da Rowling, aspectos gerais de sua vida e da sociedade em que ela está inserida, além e debates teóricos sobre as relações entre História e Literatura e História e Cinema. A partir da terceira aula, os livros e filmes começarão a ser trabalhados, em uma semana será discutido um livro e na seguinte o filme baseado neste livro, e assim por diante. A ideia é analisar os sete livros e os oito filmes. Para a análise dos livros, será trabalhado em aula alguns trechos e capítulos selecionado de cada obra; enquanto que nas aulas de filmes, após serem assistidos na íntegra, será discutido o que e os possíveis porquês das passagens presentes nos livros que foram levadas às telas. A oficina, ainda, contará com a presença de professores convidados em três de suas dezesseis aulas. 

A intenção de Victor é que, ao final do curso, além de um maior conhecimento sobre a série Harry Potter, os alunos adquiram novos conhecimentos sobre a história contemporânea da Europa, e sobretudo do Reino Unido, das possíveis relações entre História e Literatura e dos atuais debates sobre temas como mídia, racismo, gênero e sexualidade.
Há algumas situações vividas pelas personagens da saga que podem sim ser relacionadas a atual situação do Brasil. Victor diz que pretende, ao longo do curso, pretende fazer alguns debates e comparações neste sentido.

"Não falarei muito sobre o assunto neste momento para não dar muitos spoilers sobre as aulas (rs), mas algo que posso adiantar é que alguns dos acontecimentos do livro Harry Potter e a Ordem da Fênix, como o papel exercido pelo jornal bruxo Profeta Diário na campanha difamatória contra Harry e Dumbledore – realizada a mando de Cornelius Fudge, o então Ministro da Magia –, poderão ser utilizados para discutirmos alguns dos acontecimentos recentes do país."


Resultado de imagem para julgamento dumbledore harry potter

Victor Henrique da Silva Menezes
25 anos. Bacharel e Licenciado em História pela Universidade Estadual de Campinas |  (UNICAMP). Mestrando em História Cultural pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

O primeiro contato de Victor com a série foi em 2002, por meio do filme Harry Potter e a Pedra Filosofal
Desde aquele momento, e em particular a partir de 2003, quando começou a ler os livros, Harry Potter tornou-se uma de suas obras preferidas e foi seu melhor amigo em tempos delicados pelos quais passou ao longo de sua adolescência. 
Atualmente, para além de uma rica obra literária – que já é vista por alguns como um clássico da literatura inglesa –, Victor ve em Harry Potter um importante documento da contemporaneidade.


"Visto que por meio de seu enredo é possível encontrarmos referências interessantes a alguns dos ideais, anseios, problemáticas, traumas e medos das atuais sociedades ocidentais. Ao entende-lo desta forma, não procuro retirar toda a carga de “magia” que ele possui como obra literária, mas busco acrescentar um novo fator: a saga criada por J. K. Rowling pode ser utilizada como objeto de análise do historiador."

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.