Bloomsday: Casa das Rosas exibe filme inspirado em clássico de James Joyce

quinta-feira, junho 01, 2017

O Bloomsday – dia do Bloom – é comemorado dia 16 de junho e homenageia o personagem Leopold Bloom, criação de James Joyce em sua obra mais conhecida, Ulisses. No romance realista, o autor irlandês satiriza o clássico A Odisséia, de Homero. A comemoração do Bloomsday começou em 1924, quando amigos ofereceram uma festa ao escrito que havia se lançado em um empreendimento ainda mais ambicioso: Finnegans Wake. Em 1954, a festa passou a ser regular em Dublin, com fãs se reunindo para beber e celebrar. Hoje, o Bloomsday é comemorado em Nova York, Washington, Melbourne, Sydney e em São Paulo.

Dentro do mês em que acontecem as festividades do Bloomsday, a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerenciada pela Poiesis, realiza uma programação especial para celebrar a única data comemorativa exclusivamente dedicada a um personagem de livro. Dentre as atividades, no dia 1 de junho, quinta, às 19h30,
haverá exibição de Os Vivos e Os Mortos (1987), adaptação cinematográfica da obra do escritor. A exibição faz parte da programação Jardim Paradiso, que é gratuita, e realizada na área externa do Museu.

Os Vivos e os Mortos, último filme do diretor John Huston, conta a história de OGabriel (Donald McCann) e Gretta (Anjelica Huston, filha do diretor), um casal que, em uma noite fria de 1904, vai a um jantar na casa de duas senhoras e começam a lembrar dos tempos e amigos que já se foram. O trabalho foi inspirado no conto Os mortos de James Joyce.
A atividade é uma parceria com a Versátil Home Vídeo que desde 1999 é a principal distribuidora de filmes do cinema cult europeu, brasileiro e americano em versões com cópias restauradas e conteúdo extra. São mais de 500 filmes lançados com acabamento de qualidade e diversas coleções e parcerias no mercado. “A parceria com a Casa das Rosas é um encontro de projetos, de difusão cultural e conteúdo de qualidade na área de cinema. Um projeto que fomenta a cinefilia de estudo da história do cinema do qual muita gente terá o primeiro contato com filmes selecionados num local privilegiado na Avenida Paulista”, conta Fernando Brito, da Versátil.


SOBRE A CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta, na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo – Avenida Paulista – o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais, entre outros.
O museu está instalado em um imponente casarão, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo, que na época já tinha projetado e executado importantes edifícios na cidade tais como a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal e o Mercado Público de São Paulo. A Casa das Rosas é uma mansão em estilo clássico francês com trinta cômodos, e foi um presente do arquiteto para a sua filha.




SERVIÇO: Jardim Paradiso
Os vivos e os mortos | 1/6 | 19h30
Recomendação etária: 14 anos
Duração: 83 min.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à estação Brigadeiro do metrô.
Funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).
Telefone: (11) 3285-6986 | (11) 3288-9447 | www.casadasrosas.org.br

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.