Wagner Moura e escritora Bárbara Morais formam júri do 1º Festival de Curtas da Árvore de Livros

sexta-feira, maio 26, 2017


O projeto conta ainda com a parceria do UCI Cinemas e do Grupo Autêntica


A Árvore de Livros, maior plataforma de leitura digital da América Latina, lançou seu 1º Festival de Curtas, projeto que pretende unir cinema e literatura, com o objetivo de contribuir com a formação de leitores críticos e capazes de estabelecer relações entre diferentes mídias e linguagens. 

O projeto é gratuito e oferece, a partir do acesso das escolas participantes à plataforma da Árvore e a um acervo cuidadosamente pensado para o projeto, a oportunidade dos alunos criarem suas próprias adaptações literárias. Durante um mês, eles poderão conhecer um pouco mais sobre o universo do cinema, aprender técnicas de filmagem, roteiro e construção de personagem, além de entender a importância de se trabalhar em equipe. 
Ao final do processo, cada grupo deverá enviar um vídeo de até cinco minutos, que pode ser filmado com o celular ou qualquer câmera a qual tenham acesso, e o roteiro do filme produzido. O material será avaliado pelo ator Wagner Moura, pela escritora Bárbara Morais, convidados a integrarem o júri do Festival de Curtas, e pelo cofundador da Árvore, João Leal.




“O projeto foi desenhado especialmente para os adolescentes que já nasceram na era digital. Jovens que buscam novidades a todo instante e que, muitas vezes, não se sentem estimulados por métodos tradicionais de ensino. Queremos aproveitar a importância que o audiovisual tem no dia a dia desses alunos, que passam boa parte do tempo vendo vídeos no Youtube e produzindo conteúdos para as redes sociais, para propor uma nova forma de enxergar a literatura”, afirma João.

Sobre a Árvore de Livros
A Árvore de Livros é a maior plataforma de leitura digital da América Latina e está presente em centenas de escolas e bibliotecas do Brasil. Sua missão é contribuir com a melhoria da educação do país por meio da leitura, tornando-se referência em tecnologia educacional. Para atingir seus objetivos, a Árvore destina a escolas e bibliotecas de todo o país um acervo diversificado com mais de 10 mil títulos, ferramentas de interação entre estudantes e educadores, além de apoio pedagógico que estimula novas experiências educativas. Ao fazer isso, a Árvore facilita o diálogo entre as novas tecnologias educacionais e o cotidiano escolar.

Júri

Wagner Moura
Wagner Moura  é jornalista, diretor e considerado pela crítica como um dos protagonistas do atual cinema brasileiro. Iniciou sua carreira artística fazendo teatro em Salvador e  ganhou destaque com sua participação na peça “A Máquina” de João Falcão. De lá para cá, participou de importantes produções no cenário cinematográfico estrelando filmes como Deus é Brasileiro, Caminho das Nuvens, Carandiru e Tropa de Elite 1 e 2. Wagner também participou de novelas como o protagonista Gustavo Bogari de A Lua me Disse e o ardiloso Olavo de Paraíso Tropical. 
Wagner se afirmou no cenário internacional com sua participação no longa metragem Elysium, onde atuou como o vilão Spider. Em 2015, passou a estrelar na série internacional Narcos do canal Netflix, interpretando o narcotraficante Pablo Escobar. Por este papel, foi indicado a diversos prêmios incluindo o consagrado Globo de Ouro. 
Dentre outros projetos, Wagner se prepara para filmar um longa sobre a história do guerrilheiro baiano Carlos Marighella ainda neste ano. Este será o primeiro trabalho de Wagner como diretor.

Bárbara Morais
Economista e escritora, Bárbara nasceu e mora em Brasília. É membro da Aiesec, organização internacional voltada ao intercâmbio cultural e desenvolvimento de lideranças entre jovens, e uma leitora voraz. Faz parte do Clube do Livro de Brasília e adora organizar eventos literários. Já teve contos publicados em coletâneas, e é autora da trilogia “Anômalos”, que marcou sua entrada no mercado editorial e já conquistou milhares de jovens brasileiros. A história da trilogia se formou em sua cabeça depois de uma aula de ciências políticas, e combina dois de seus maiores interesses: conflitos sociais e superpoderes. Para a autora, aliás, sagas distópicas são uma excelente maneira de pensar em temas como esses sem deixar de lado a diversão.

Empresas Parceiras

Sobre a UCI Cinemas
Sinônimo de qualidade e tecnologia, a UCI Cinemas (United Cinemas International Ltda.) está no Brasil há mais 20 anos e atualmente está presente em 12 cidades do país (Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Fortaleza, Curitiba, São Luís, Campo Grande, Manaus, Ribeirão Preto, Juiz de Fora e Belém). A rede é responsável pelo maior complexo de cinema brasileiro: o New York Cityt Center, na Barra da Tijuca Rio de Janeiro, com 18 salas, incluindo IMAX, XPLUS e duas DELUX, e que tem o maior público no Brasil desde a sua inauguração, em 1999. Hoje, os complexos da rede têm salas IMAX, XPLUS e DELUX, cadeiras SuperSeats e SuperD, e vai inaugurar em maio de 2017 a primeira 4DX do Rio de Janeiro.


Sobre o Grupo Autêntica
Criada em 17 de setembro de 1997, a Autêntica Editora se consolidou no mercado editorial brasileiro ao longo deste período, tornando-se referência na área acadêmica. Sempre fiel à sua perspectiva de lançar livros de qualidade, buscar assuntos inovadores e, ao mesmo tempo, diversificar o catálogo para atender às demandas de seu cada vez mais abrangente público, a casa tornou-se, em 2011, um grupo – o Grupo Editorial Autêntica. Com títulos em áreas variadas, o grupo possui quatro editoras: a Autêntica Editora, com foco em livros nas áreas de Ciências Humanas, literatura brasileira, literatura estrangeira e literatura infantil; a Editora Gutenberg, com títulos de interesse geral, cultura e entretenimento pra jovens e adultos; a Editora Nemo, destinada à publicação de quadrinhos, graphic novels e livros voltados ao universo geek; e a Vestígio, voltada para a publicação de romances policiais, suspense e clássicos do cinema.

Para mais informações:
Alice Pereira
alice@arvoredelivros.com.br 
(21) 2206-352

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.