I love you, goodbye

terça-feira, abril 05, 2016



Tudo aconteceu como em um filme, desses que a gente assiste em um dia qualquer, com a chuva caindo, batendo na janela e fazendo barulho.

Com os olhos acinzentados, ela chegou, me tomou de todas as formas possíveis. Seus longos cabelos ruivos, que costumavam pesar sob meus ombros, eram o mais próximo do paraíso que cheguei, assim como seus lábios, carinhosos e prontos para proferir palavras de afago a qualquer momento e em qualquer que fosse a situação.
Ela me tirou a paz, o sono, o sossego, a vontade de sair e ver pessoas vazias todos os dias em festas. Em compensação, me presenteou com o mais belo presente, o amor. 
Por ela seria capaz de qualquer coisa, qualquer coisa por aquele sorriso, faria tudo para ouvir a risada escandalosa que fazia meus pelos do corpo todo arrepiarem, tudo pela felicidade que ela exalava nos nossos momentos particulares, como aqueles em que ficamos em casa, num sábado a noite, vendo qualquer porcaria que passava na televisão, comendo pizza e rindo de banalidades da vida. Tudo para pode vê-la na cozinha todos os dias, após um dia cansativo de trabalho, chegar em casa e ter a cabeleira ruiva na minha cama, tudo para dormir com ela e acordar com a sensação de estar completo. 
Mas, da mesma forma que ela veio, também se foi.
Uma ligação.
Hospital. 
Um último suspiro e, então, ela não estava mais comigo. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.