Eu não sou o suficiente

terça-feira, março 29, 2016














O que é um ataque de ansiedade?

Para mim, é bem difícil. 
Deixe-me explicar um pouco mais detalhadamente...
É como se o mundo estivesse agora mesmo, me cuspindo para fora dele e, então, eu começo a me sentir desprotegida e frágil. A ansiedade então domina minhas veias e se espalha rapidamente pelo corpo. 
A insegurança vira o único sentimento que tenho. E tudo se dissolve lentamente, tudo o que eu demorei meses, semanas dias para construir, lentamente vai para o ralo, porque eu simplesmente percebo que não sou o suficiente para a situação em pauta. Por isso, é como se eu não aguentasse o peso que carreguei por todo o tempo que me mantive sã e livre da ansiedade. Meu mundo literalmente desaba.
E eu só consigo pensar em chorar, gritar e fugir, mas ao mesmo tempo eu tento disfarçar tudo isso para ninguém notar o quão fraca eu sou. Meu estômago enjoa, minha cabeça doí, e eu sempre acabo fugindo para o banheiro mais próximo, onde eu simplesmente desabo no chão e deixo as lágrimas de desespero saírem. 
E elas saem, mas com elas a ansiedade não vai, por isso que esse sentimento é diferente da tristeza que você consegue aliviar com o choro. E quando eu finalmente consigo me reerguer e sair do banheiro com os olhos secos, o monstro da ansiedade começa a dizer coisas do tipo:  "você não é capaz", "eles não gostam de você", "você não passa de um  monte lixo" entre outras frases que já se tornaram bordões que ecoam em minha mente machucada. 
O pior de tudo, é que ninguém parece entender, quando o que você mais precisa é de alguém que ao invés de lhe dizer que você está com uma neura, ou então fazendo uma tempestade em copo d'água, te de aquele abraço de urso e diga: "tudo bem, isso é normal. Acontece sempre que alguém ansioso acorda em um mau dia, ou então entra em um. Venha cá, eu tenho certeza que você pode vencer isso, dessa vez, e também da próxima, assim como já superou tantas vezes". 
Bom, é isso que é ter um dia com ansiedade, ou então até mesmo algumas horas. Pode parecer difícil, é É. Mas com o tempo se torna "normal", ou então acaba virando uma "frescura" que você tem.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.