"Meu querido Amor Platônico"

quarta-feira, novembro 05, 2014

“Hoje eu estava me perguntando, quantas vezes eu já tive quedinhas por meninos que não estavam nem aí pra mim? Meninos com quem eu conversava e que num piscar de olhos somem da sua caixa de mensagem do facebook ou whats app. Você vê ele online e quer puxar conversa mas seu ego idiota não te deixa pois você pensa que ele vai te achar uma chata e grudenta. Aí depois você começa a pensar que ele pode estar sentindo falta de você e das conversas que vocês tinham juntos, aí passa um mês e nada.
Quantas vezes você já ficou com a janela do bate-papo dele aberta vendo por quanto tempo ele vai ficar online e não vai falar com você? Pode falar, não fica com vergonha. Muitas vezes, né? É, eu sei de tudo isso. Já fiz muito também, me sinto uma boba agora mas eu tava apaixonada oras, o que eu podia fazer? E depois você coloca aquela musica triste que te deixa pra baixo porque você é sadomazoquista e ama sofrer de amor platônico. Eu te entendo!
E indiretas? Vamos falar de indiretas.
Se tem uma coisa que eu sou boa, amiga, essa coisa é indiretas. Mando trechos de músicas e tudo mais, só falta marcar a pessoa pra ela ver que a indireta foi pra ela. E depois, lógico, que você vai estalkear a pessoa pra ver se ela se tocou que era pra ela e nada. O último tweet dele foi a 20 minutos atrás sobre como ele tava cansado e você super boba mandando várias mensagens sendo que ele nem tava mais no twitter. Ah amiga, eu te entendo.
Sua cabeça tá lá falando: "Querida, desencana. Ele nem sabe que você existe mais." mas o seu coração vira pra você e fala: "Ele pensa em você todos os dias, só que ele tem vergonha de te chamar pra conversar", e em quem você acredita mais? Óbvio que é no seu querido coração otário.
E você não fica mal quando ele curte foto de outras garotas, comenta e conversa com outras garotas? E você fica: "Por quê ele tá falando com ela? Você tem que falar comigo. COMIGO." aí dá uns 5 minutos e você: "Ah é, a gente não tem nada, só conversa mesmo."
A verdade é que quando você gosta de uma pessoa você acaba fazendo um filme na sua cabeça com ela. Você se imagina ficando ela, imagina ela te pedindo em namoro, indo pro cinema com ela, tendo a primeira briga, fazendo as pases da primeira briga, conhecendo a família dessa pessoa, imagina o casório, você tendo filhos lindos (uma menina e um menino), morando em uma casa com um jardim e adotando cachorros, bem estilo comercial de margarina. Quando você faz todo esse filme de comédia roântica na sua cabeça você tem a visão de que a pessoa por quem você tá afim também está afim de você e na verdade ele nem sabe que você gosta dela porquê você nunca virou pra ela e falou isso.
E porque você nunca falou um: "Sabe, eu meio que gosto de você" por medo de ouvir um "Não to afim", eu te entendo. Mas não custa nada deixar seus sentimentos claros para a pessoa, né?

"E se eu levar um chute?" isso passa, "E se ele me ignorar?" exclui da sua vida. Eu tenho a mesma insegurança que você tem, eu tenho os mesmo sentimentos que você tem. Vai lá e fala que tá afim, não custa nada. É bem melhor falar agora do que ver ele adicionando no facebook "Em um relacionamento sério com Fulaninha de tal que eu odeio, vadia desgraçada". Se joga garota, você tem potencial. E se não der certo? Siga em frente, pelo menos você não ficou no "E se..." e viu no que ia dar.”






Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.